Existem diversos tipos de pedras preciosas no Brasil e além da beleza das mesmas, elas tem mais uma coisa em comum: significados. Significados distintos, mas que todas elas possuem! Cores, tamanhos, espessuras também as diferenciam entre si, mas seu significado é o maior diferencial.

Para algumas pessoas as pedras preciosas carregam a capacidade de reter as energias negativas dos ambientes e trazem proteção para quem as utiliza. Então além delas adquirirem uma joia preciosa, elas estão adquirindo um amuleto para o dia-a-dia, por isso que se faz tão importante saber um pouquinho do que cada pedra trás consigo.

Instigamos a sua curiosidade? Então confira abaixo algumas das principais pedras preciosas e seus significados.

Citrino

03citrino

O citrino é indicado para quem procura por prosperidade, auto-estima e sucesso profissional.

Ele favorece a auto-estima e a motivação, atrai também a capacidade de ganhar dinheiro e inspira o sucesso profissional.

Ametista

01ametista

A ametista é indicada para quem está em busca de paz e espiritualidade.

É a pedra de maior eficácia na meditação. Transmitindo paz e espiritualidade, eliminando o estresse e inspirando a cura e intuição.

Ágata

01agata

A ágata é indicada para quem procura por proteção, amizade, justiça e vitalidade. 

Essa pedra preciosa desenvolve a coragem e a autoconfiança. Ajuda no reconhecimento dos verdadeiros amigos e nos problemas ligados à justiça.

Quartzo Fumê

04quartzo fume

O quartzo fumê é indicado para quem está precisando se acalmar e buscando paz interior.

Essa pedra preciosa traz proteção e é conhecida como uma das principais gemas contra energias negativas.

Quartzo Rosa

05quartzo rosa

O quartzo rosa é indicado para quem está em busca de amor e relacionamentos.

É conhecida como a pedra do amor, pois ela estimula nossa capacidade de amar, ajudando nas relações afetivas. É ótima para aqueles que tem medo de demonstrar suas emoções.

Gostou dos significados? Continue sabendo mais sobre pedras preciosas, clique aqui e confira nosso post ”Pedras preciosas e semi-preciosas: qual a diferença?”