Sodalita 2
Hoje vamos conhecer um pouco deste cristal, chamado Sodalita. Muitos que o vêem não a identificam como um cristal, já a descrevendo como pedra.
Sua composição química tem como base principal o sódio, enxofre, alumínio, sílica com cobalto, cálcio, zinco e traços de manganês. Na sua dureza, fica na escala 5-6.
Se origina da África, Brasil, Canadá, Índia e USA e por conter muito sódio, veio dali seu nome: Sodalita. Claro que existem também outras lendas que rodeiam este cristal, mas a mais coerente seria esta da sua composição.
Sua cores variam do azul royal ao azul intenso (escuro), juntamente com cinza e inclusões brancas e negras e por vezes com pirita. A pirita é conhecida como ouro falso ou ouro dos tolos.
Para os leigos em minerais, é normal que se confundam a sodalita com o lápis-lazúli e dumortierita.
Em cada local a Sodalita é vista de uma forma: na África: Cristal de proteção; na Irlanda (povos celtas): como Cristal dos profetas; na China e Japão: Cristal da gratidão e da paz; e na Grécia: como Cristal da Riqueza e do Glamour.
Este cristal ou pedra, é o predileto para os sensitivos, por ser visto como um cristal racional e lógico, de grande abertura de espírito, de fácil comunicação com planos astrais, meditação, telepatia e auxiliando na concentração em novas idéias e na criatividade.
Para o plano físico, é usada para  tratar infecções e inflamações de garganta, olhos, bexiga e previne contra alergias.
Já no plano espiritual, este cristal tem por objetivo acalmar pessoas com falsos méritos e excesso de capacidade não existente e pessoas com tendência a agressão verbal. É também muito usada em terapias alternativas pelo poder de amenizar obsessões.
Confira mais sobre outras pedras em nosso blog.